Negociação automática – Conta positiva em 8,62% após Janeiro e Fevereiro

Tiago Esteves
Devido à minha ausência por motivos pessoais durante o mês de Janeiro, não tive ainda oportunidade de partilhar os últimos desenvolvimentos no que toca à negociação automática no meu portfolio em  2017. É bastante curioso que esse meu distanciamento durante o mês de Janeiro acabou por trazer uma importante lição, que exploro um pouco mais abaixo.

Começando pela perspectiva geral, a conta recuperou da queda em finais de Dezembro e segue agora com +8,62%. Está muito próxima de alcançar o topo histórico conquistado no final do ano passado, o que não deixa de ser um sinal positivo. Os resultados de Janeiro e Fevereiro, assim como a consistência do movimento que os gerou, são altamente distintos. Apesar da queda de 1,36%, Janeiro (realçado a amarelo no gráfico) acabou por ser um mês de lateralização e alguma volatilidade. Já Fevereiro foi marcado por uma consistente tendência ascendente, que resultou num crescimento de 3,81%.

 

O que distinguiu então, de uma forma quase radical, os resultados de Janeiro e Fevereiro? Em primeiro lugar, há que dizer que de uma forma geral os resultados em Janeiro não foram muito bons para as estratégias automáticas. Ainda assim, a maioria das pessoas com quem falo sobre o tema conseguiram resultados positivos. O grande problema parece-me ter sido a minha falta de acompanhamento à conta.

Apesar de as estratégias automáticas dispensarem por definição a intervenção humana, a equipa do Marcello apercebeu-se que os resultados tendiam a ser mais sustentados e consistentes quando os scalpers eram desligados antes de notícias nocturnas de alto impacto. Por esse motivo, todas as semanas eles emitem uma recomendação dos dias em que tal deve ser feito (também pode ser feito sem recomendação, com algum juízo crítico, consultando um calendário de notícias).

A questão é que eu não tive oportunidade de seguir nem as recomendações nem olhar directamente para o calendário. E tendo sido Janeiro um mês rico em acontecimentos nocturnos, a conta ressentiu-se. Já em Fevereiro consegui desligar os scalpers conforme as recomendações, e isso contribuiu seguramente para a maior linearidade. Acredito que teria tido melhores resultados caso tivesse deixado os scalpers totalmente desligados durante Janeiro, e talvez o faça em futuras ocasiões de ausência prolongada. Fica, de qualquer forma, a lição: por muito automáticas que estas estratégias sejam, necessitam ainda
assim de algum acompanhamento para que os resultados sejam
consistentes.

Nota: Como habitualmente, podem consultar e tempo real os resultados da conta e outras estatísticas relevantes clicando no gráfico situado na barra lateral direita da página.

Lista de Comentários

  • Sérgio 07 / 03 / 2017 Reply

    Tiago, duas questões:
    1) para este tipo de negociação automática em Forex tenho de usar determinada corretora em particular ou posso usar uma qualquer?
    2) Com tantas transações, os custos de negociação devem ser elevadíssimos. Como contornar isso?

    obrigado

  • Tiago Esteves
    Tiago Esteves 07 / 03 / 2017 Reply

    Olá Sérgio. Os dois pontos estão inter-conectados. Pode ser uma corretora qualquer, desde que tenha plataforma Metatrader (as outras não permitem automatização, pelo menos com os mesmos robots, pelo que sei). Tem de ter um custo barato, senão deixa de compensar. Não pode haver pagamento de qualquer comissão além do spread, e se não for baixo não compensa de todo. Os resultados que mostro já são líquidos de comissões.

  • Sérgio 07 / 03 / 2017 Reply

    Obrigado Tiago.
    Sou cliente Gobulling Pro, não serve, pois não?
    Queres sugerir uma ou duas (nomeadamente a que estás a usar)?

    Obrigado

  • Tiago Esteves
    Tiago Esteves 07 / 03 / 2017 Reply

    Sérgio,
    Tenho quase a certeza que a plataforma saxo não permite, mas pergunta a eles. De qualquer forma os spreads na gobulling são bastante elevados. Pessoalmente uso a Activtrades, mas a Interactive Brokers também é bastante boa (pelo menos no passado era, já há uns anos que deixei de trabalhar com eles)

  • Sergio 08 / 03 / 2017 Reply

    Obrigado Tiago.
    Achas que o curso do Marcello Vieira, para quem nunca usou a plataforma MetaTrader e não tem experiência em Forex, é suficiente para pôr em prática a estratégia de negociação automática?

  • João.Almeida 04 / 05 / 2017 Reply

    Gostava de ler opiniões sobre a última questão colocada pelo Sérgio:

    Achas que o curso do Marcello Vieira, para quem nunca usou a plataforma MetaTrader e não tem experiência em Forex, é suficiente para pôr em prática a estratégia de negociação automática?

    8 de março de 2017

  • Tiago Esteves
    Tiago Esteves 04 / 05 / 2017 Reply

    As minhas desculpas aos dois, essa questão passou-me ao lado. Sim, em principio é suficiente. Quanto muito, para quem não tem conforto suficiente para fazer a programação de forma independente, teria um custo acrescido de 20€ para contratar alguém da equipa do Marcello para fazer essa programação por si. Eu próprio, apesar de familiarizado, preferi pagar. É só a configuração inicial que é mais chata, depois disso é bastante fácil fazer a manutenção.

  • Paulo Sérgio 19 / 09 / 2017 Reply

    Bom dia Tiago,
    Já fiz um workshop contigo e sendo programador gostava de me aventurar na negociação automática com o MT5. tenho já instalado o MT5 numa VPS minha com uma conta demo da ActivTrades. O que me aconselhas para a instrução à programação automática em MT5 ? Obrigado e um abraço

    • Surfaratendencia
      Surfaratendencia 19 / 09 / 2017 Reply

      Olá Paulo, tudo bem? Dá uma vista de olhos à comunidade MQL5. Tem lá imensas sugestões, nomeadamente fragmentos de estratégias que podem depois ser compiladas numa estratégia mais complexa. Por exemplo, em vez de estares a programar de raiz a detecção de uma linha de tendência, podes já pegar no código que alguém programou para detectar uma LT e usar para a tua estratégia. Como tenho poucos conhecimentos de programação nunca aprofundei muito, mas seria por lá que começaria. Abraço e bom desenvolvimento 🙂

Deixe uma resposta