O aumento de capital do BES

Tiago Esteves

Como nem tudo
nos mercados se resume à análise técnica, hoje vou dedicar-me a fazer um pouco de análise ética. Já abordei esta questão nos fóruns, mas dado o contínuo afundar da cotação parece-me importante criar uma nota de esclarecimento. Desde que soube do AC que o BES anunciou, deixei de compreender o sentido da distribuição de dividendos. Se uma empresa distribui dividendos, significa (ou deve significar) que tem cash suficiente para financiar os seus projectos e ainda pode distribuir os excedentes pelos seus accionistas.
Ora, um aumento de capital é precisamente o contrário. Em que ficamos, afinal? O mais ridículo desta questão é que as correcções pós dividendo e pós separação dos direitos foram quase em simultâneo! Isto indicia premeditação, quase maldade por parte do BES.

Quem é que ganhou com esta manobra de irresponsabilidade (ou charme, dependendo do ponto de vista)? Pelo menos, o BES e o Estado. O estado ganhou os 20% que os accionistas tiveram de pagar devido aos dividendos e que agora terão de devolver no AC. O BES ganhou um significativo número de investidores que só entraram na cotação pelo dividendo, sem saberem minimamente o que é um aumento de capital. Desconhecendo o conceito, desconhecem também os riscos. E financiarão este AC com menos renitências que os investidores mais conhecedores, que terão aproveitado para sair naquele rally pré-dividendo.
Prova disso é a quantidade de mensagens de utilizadores completamente perdidos que se podem ver pelos fóruns. Estar num aumento de capital sem se saber o que isso é pode ser avassalador, eu próprio já senti isso na pele. A minha primeira (e última!!) experiência com aumentos de capital causou-me uma perda de mais de 100% do capital inicialmente investido. Dura realidade, mas que serviu para me abrir os olhos.

E agora? Agora a cotação provavelmente tenderá para 1,8€ antes do final do período de negociação dos direitos. Isto presumindo que os direitos tenderão para um cêntimo. Ainda estamos distantes dessa realidade, mas não deixa de ser uma possibilidade a ter em conta. Recordem-se casos como o do Banif, da Inapa, etc.

Espero sinceramente que nenhum dos leitores deste espaço tenha enveredado pelo AC. Se assim foi, que eu esteja redondamente enganado…

One Comments

  • Anónimo 27 / 03 / 2009 Reply

    sempre foi algo que também nunca me entrou na cabeça… ja o Banif fez o mesmo, aumento de capital e distribuição de dividendos… nao faz sentido, pelo menos para os pequenos accionistas…

Deixe uma resposta