Plano de ação para o Atlântico da UE estimula 1.200 projetos, no valor de 6 mil ME

Agência Lusa

Agência Lusa

, Notícias

O Plano de ação para o Atlântico da União Europeia (UE) estimulou mais de 1.200 novos projetos marítimos, num investimento global de quase seis mil milhões de euros, anunciou hoje a Comissão Europeia.

De acordo com um estudo independente, encomendado pela UE, o Plano de ação para o Atlântico da União Europeia, que foi lançado em 2013 para estimular a economia marítima dos seus cinco países atlânticos (Portugal, Espanha, França, Reino Unido e Irlanda) e das suas regiões ultraperiféricas, já financiou 1.200 projetos, sobretudo no âmbito da proteção ambiental e inovação, no total de quase seis milhões de euros.

O estudo, realizado para avaliar o alcance do Plano de ação para o Atlântico a meio da sua implementação (2013-2020), detalha que 500 projetos, incluindo um português de desenvolvimento de aplicações de biotecnologia, estão a investir 2,1 mil milhões de euros no ambiente, com 500 outros a canalizarem fundos no valor de 750 milhões de euros para melhorar as comunicações.

O documento especifica ainda que aproximadamente 100 projetos, com um orçamento global de 2,4 mil milhões de euros, trabalham para melhorar a acessibilidade e a conexão, sobretudo no desenvolvimento das infraestruturas portuárias de Espanha e Irlanda, e outros 100, no valor de 360 milhões de euros, procuram promover a inclusão social.

“Identificar as prioridades de investimento com o envolvimento das regiões e dos negócios pode ajudar a gerar um crescimento sustentado nas nossas áreas costeiras e estimular e economia azul”, defendeu o comissário europeu para o Ambiente, Assuntos Marítimos e Pescas, Karmenu Vella, citado em comunicado da Comissão Europeia.

A Comissão Europeia vai recorrer aos resultados do estudo independente, cujos resultados foram hoje tornados públicos, para debater com os países envolvidos uma melhoria do Plano de ação para o Atlântico entre agora e 2020.

AMG // ATR

Lusa/fim

Deixe uma resposta