Porque tenho encarado a EDP Renováveis com algum desinteresse…

Tiago Esteves
Fui recentemente recordado que há muito não fazia um pequeno update à EDP Renováveis. Esta falta de interesse deve-se sobretudo à falta de provas que este título tem dado. E, diga-se, continuo a embirrar com a anunciada absorção desta cotada por parte da casa-mãe… Numa óptica de médio/longo prazo, a EDPR faz parte do já restrito leque de acções do PSI-20 que continua sem estar em bull mode.

Apesar de ter feito um excelente percurso ascendente em 2012, com recuperação de 90% desde mínimos, passou todo o ano de 2013 em lateralização dentro de um range relativamente bem delimitado. Encontra-se neste momento a fazer o reteste à zona de resistência e, até que se dê uma quebra efectiva, eu não faço conta de entrar longo. Aliás, quase me sinto tentado a shortá-la para fazer hedging às restantes posições longas que tenho no PSI, tal é a minha expectativa de que iremos assistir, pelo menos, a uma retracção moderada nos próximos dias. Caso a quebra da zona de resistência se confirme deixo de ficar tão céptico, mas nem isso me fará entrar longo. Temos nova resistência logo acima…

Além disso, os volumes têm pecado por defeito, se considerarmos a pujança da subida recente. Pessoalmente continuo a considerar que existem no PSI mais e melhores opções…

Comment List

  • Anónimo 13 / 01 / 2014 Reply

    boas , quando diz que a próxima resistência está logo acima está a falar nos 5,20€ ? ou outro valor

    cumprimentos
    Pedro Lopes

  • Arim 13 / 01 / 2014 Reply

    Nestas últimas 8 sessões realmente a EDPren tem claramente subido,contudo praticamente todas as cotadas do PSI subiram. A bolsa Portuguesa tem estado em alta, não era de esperar outra coisa que não a subida da EDPren acompanhando esse bom momento… vamos sim ver se supera a resistência e aí sim veremos se ganha força e mantém uma tendência Bull.

  • Tiago Esteves
    Tiago Esteves 13 / 01 / 2014 Reply

    Pedro,
    Há uma antes, nos 4,8€.

    Arim,
    É verdade, foi com as outras: Não obstante, teve mérito na subida. Acções como a JMT e GALP mal mexeram neste período. Concordo que a prova de fogo será esta resistência, se não a conseguir ultrapassar ficarei claramente negativista!

  • JorgeNevada 13 / 01 / 2014 Reply

    Tiago, podes explicar o que acontece a uma posição na EDPR quando esta for absorvida pela EDP?

    Abraço

  • FilipeBS 13 / 01 / 2014 Reply

    Sem dúvida este é o grande teste do título para entrar em bull, ou continuar a lateralização.
    Já quanto a shortar títulos do PSI nesta fase parece-me bastante arriscado…
    Tiago, já agora uma pergunta: essa anunciada absorção da EDP-R pela casa mãe tem data marcada? É um dado adquirido ou rumores? O título poderá sair de bolsa?

  • Tiago Esteves
    Tiago Esteves 13 / 01 / 2014 Reply

    É uma boa questão, Jorge.
    Existem várias possibilidades, sendo que uma delas é pagar aos accionistas o valor médio da cotação nos 6 meses antes da absorção. Da última vez que o Mexia falou nisso indicou que a retirada aconteceria até 2015. Depois disso não surgiu nenhuma indicação de que tenham mudado de ideias.

    Abraço

  • Tiago Esteves
    Tiago Esteves 13 / 01 / 2014 Reply

    Filipe,
    Concordo que shortar seria um risco, daí só ter pensado nisso 🙂 Nesta fase do mercado tentar apanhar correcções em títulos moderadamente bullish não compensa o risco. Shorts só mesmo na JMT 😀
    Em relação à absorção, penso que já respondi na resposta ao comentário do Jorge. Até haver um desmentido vejo essa intenção anunciada pelo CEO como uma preocupação. Se acontecer a EDPR sai de bolsa… é verdade que nunca mais se falou nisso e também é verdade que quanto mais subir menos atractivo se torna tirá-la do mercado mas… é uma possibilidade

  • Trolha 15 / 01 / 2014 Reply

    E, se os detentores das acções EDPR se recusarem a vender ao preço proposto pelo adquirente, o que pode acontecer?

Deixe uma resposta