Portfolio Surfar a Tendência – Update Geral

Tiago Esteves

Este é o primeiro update geral ao Portfolio. Antes de mais, deixem-me dizer que esta experiência tem sido bastante enriquecedora mas também algo desgastante. Gerir um portfolio de 20 posições é algo inédito para mim, que defendo uma diversificação de 5-10 posições. Estando atento a tantos e tão variados títulos torna-se complicado, especialmente quando o tempo tende a ser menos. Esta semana entrei de férias e isso notou-se logo na carteira, após dois dias de desatenção.

A rentabilidade mantém-se apenas ligeiramente positiva, sobretudo devido às posições curtas que têm vindo a ser stopadas. Continuo a achar que estamos próximos de um período de inversão ou, pelo menos, de pausa nesta tendência de alta. Daí continuar a insistir em abrir algumas posições curtas, para proteger a carteira dos dias mais negativos.
Mas nos mercados, estar certo na altura errada é pior do que estar completamente errado.

Curiosamente, esse dia negativo surgiu esta semana, depois de duas posições curtas terem sido stopadas. Foi negativo ao ponto de ter ferido a rentabilidade da carteira em mais de 3%. Isto não seria grave numa carteira “normal”, mas numa de 20 posições algo não está bem. A correlação entre as posições é demasiado positiva, o que não será saudável no caso de uma correcção mais prolongada. Assim, procederei a alguns ajustes daqui em diante.

Para já, os ajustes passarão apenas pelos stops de algumas posições já abertas.

BPI
Esta posição continua a correr sobre rodas, com sucessivos higher-lows/higher-highs. Foi esse um dos motivos para a minha entrada e, enquanto o padrão se mantiver intacto, não há razões para preocupação. No entanto, há que ter em atenção o volume que tem vindo a baixar nesta última fase. O stop passa para os 1,95€, logo abaixo do novo mínimo relativo. Com este ajuste do stop, descartamos uma perda potencial de 10%.

GALP
Também a Galp tem vindo a evoluir de forma favorável. A LTa mantém-se intacta e com bom aspecto, a resistência dos 11,10€ ficou, para já, pelo caminho. Sinceramente não acredito nesta quebra, não coloco de lado a possibilidade de ter sido um falso break. Até porque as cotações ainda não conseguiram progredir 3% acima da resistência e os volumes são miseráveis. Para já, ajusto o stop para o mínimo relativo, que fica abaixo da LTd, nos 10.41€. Com este ajuste do stop, fica descartada uma perda potencial de 4,5%.

Halliburton
Mais uma posição que se tem comportado conforme esperado. O stop sobe para o higher-low, nos 20,80€. Este stop fica ainda dentro da zona de suporte. Com este ajuste do stop, fica descartada uma perda potencial de 8%.

One Comments

  • Anónimo 07 / 06 / 2009 Reply

    muito bom o update, obrigado!

Deixe uma resposta