Portugal Telecom confirma expectativas negativas com novo lower-high

Tiago Esteves
A Portugal Telecom confirmou no decorrer desta semana que agora acaba um novo máximo relativo interior ao anterior (lower-high). Esperava-se uma reacção ascendente em forma de pullback ao H&S de continuação activado, e esta reacção não deixou dúvidas. Os sinais de fraqueza continuam presentes, não tendo a cotação apresentado capacidade para quebrar em alta a zona de resistência.

Esta zona de resistência torna-se agora um pouco mais forte, representando também a referência de médio prazo para a cotação. Enquanto estivermos abaixo dos 3,3€ não vale a pena passar muito tempo a ponderar uma entrada na Portugal Telecom…

Comment List

  • Daniel Pires 18 / 04 / 2014 Reply

    Bom post Tiago

    A portugal telecom é uma daquelas acções que ainda tem muita poeira no ar:

    Tecnicamente no grafico diario tentou fazer um pull back a linha de pescoço d realizando um bull trap e activando pela segunda vez (as segundas activações sao mais importantes que as primeiras e as terceiras mais que as segundas) o ombro cabeça ombros.

    No grafico semanario rompeu a lateralização / triangulo descendente pelo que segunda feira ira ser decisivo:

    Normalmente quando uma acção no grafico semanal(no fecho semanal) indica uma quebra de uma resistencia importante (neste caso os 3€) na segunda aquando a abertura do mercado norte-americano verifico que a tendencia se mantem e entao calculo o risco ganho e se for interessante realizo uma posição curta…mas temos que ter em conta que toda a analise tecnica perde validade aquando existe um ou varios novos factore fundamentais:

    Neste caso será 30 de Abril (só faltam 2 semanas) na AG da PT que terão uns pontos interessantes:

    1-Deliberar sobre a aquisição e a alienação de ações próprias; – factor super importante

    2- Deliberar sobre a aquisição e a alienação de obrigações e de outros valores mobiliários próprios;- factor super importante

    Tambem teremos que ter outros factores fundamentais como a finalização do processo do aumento de capital da OI bem como a finalização da fusão…

    Como digo sempre em caso de duvida fico quieto

  • Tiago Esteves
    Tiago Esteves 18 / 04 / 2014 Reply

    Excelente comentário, Daniel. Geralmente não concordo que os fundamentais se sobrepõem ao técnico, sobretudo num mercado altamente ineficiente como o português. Mas a JMT e a PT são excepções, é raríssimo haver fugas de informação. E, no caso da PT, há ainda de facto imensa névoa em redor da fusão. A questão da recompra de acções próprias também podia dar um boost ao título, apesar de ser algo que me custa a compreender. COmo é que uma empresa que se prepara para pedir dinheiro aos accionistas os compensa através da distribuição de dividdendos e de compra de acções? Não faz sentido….
    Por isso acabo da mesma forma que tu, como não estou seguro quanto ao caminho a ser tomado prefiro ficar de mãos no bolso. Não precisamos de ir a todas para ganhar dinheiro 🙂
    Abraço

  • Anónimo 20 / 04 / 2014 Reply

    Olá Tiago,
    A confirmação do H&S, descendo a cotação para a casa dos 2,5 a 2,7 não poderia ser um ponto de entrada interessante?
    Muito obrigado e boa Páscoa,

    Amaro Martins

  • Tiago Esteves
    Tiago Esteves 20 / 04 / 2014 Reply

    Amaro,
    Geralmente um H&S é um padrão que está associado a uma continuidade de movimento, não se ficando pelo target. Pessoalmente não entrarei mesmo que o target seja atingido, porque a probabilidade de assistirmos à manutenção da tendência descendente é significativa.
    Boa páscoa!

  • António 21 / 04 / 2014 Reply

    Olá Tiago..

    Há algum tempo que sigo o seu interessante blog. O meu conhecimento sobre o funcionamento dos mercados é muito básico. As decisões dos meus investimentos baseiam-se mais nas emoções do que nas razões, talvez para contrariar essa tendência, siga com muita atenção o que por aqui vai sendo publicado.

    Infelizmente para mim num desses acessos emocionais resolvi fazer um investimento avultado na PT e é com desconsolo que venho lendo o que tem sido publicado em relação a essa cotada ( a par com a gradual perda de valor da acção).

    Contudo, se for possível agradecia que me desse uma explicação ás seguintes questões:

    O que acha do actual valor de mercado da empresa? (o que a fez perder tanto desde que a administração se opôs à OPA da Sonae). Em relação a outras cotadas (históricas) foi das empresas que mais viu reduzida a sua capitalização bolsista.

    No seu entendimento, em que medida o aumento de capital da OI influenciará o valor da PT? Nesta fase já se encontra definido o valor proporcional da entrada da PT na OI, devido ao nº envolvido no aumento o mais certo seria assistirmos a um movimento ligeiramente ascendente, certo?

    Se me puder esclarecer estas questões agradeço.

  • Tiago Esteves
    Tiago Esteves 21 / 04 / 2014 Reply

    Olá António,
    Para lhe ser sincero não tenho olhado para a PT do ponto de vista fundamental. A razão é simples, ha demasiado nevoeiro em redor do processo de fusão com a OI. Não se consegue ainda vislumbrar o futuro e todo o potencial de mais-valia que daí pode advir. Além disso, a necessidade de capital pode ser grande e Bava tem estado a cometer algumas incongruências gestionárias nesse campo. A PT poderá agora ir um pouco a reboque da OI, o que não a favorece nada e tira viabilidade à análise técnica.
    Espero ter ajudado. De qualquer forma, boa sorte 🙂

Deixe uma resposta