Presidente da Fed minimiza impacto da subida da taxa de juro

Agência Lusa

Agência Lusa

, Notícias

O presidente da Reserva Federal norte-americana (Fed), Jerome Powell, minimizou hoje o risco de a subida das taxas de juro implicar o aumento de custos para os futuros compradores de casas.

O comentário de Jerome Powell foi feito na conferência de imprensa subsequente ao fim da reunião de dois dias do comité de política monetária (FOMC, na sigla em inglês) do banco central norte-americano, que decidiu aumentar as taxas de juro.

A Fed decidiu um aumento em 25 pontos base (um quarto de ponto percentual), o terceiro desde o início do ano.

A principal taxa, a dos fundos federais, fica agora no intervalo entre 2% e 2,25%. Entre o fim de 2008 e 2015 esteve próximo de zero por cento.

Powell considerou também que os vários aumentos de taxas alfandegárias lançados pelo governo norte-americano ainda não tinham tido efeito no desempenho da economia dos Estados Unidos da América.

Contudo, admitiu que as taxas sobre as importações de aço, alumínio e bens provenientes da China poderiam ser negativas para a economia se continuarem a existir durante muito tempo.

Powell detalhou que vários empresários afirmaram a dirigentes da Fed que as tarifas causaram preocupações com as cadeias de abastecimento e o encarecimento das matérias-primas.

O presidente da Fed garantiu ainda que as decisões do FOMC não foram afetadas por considerações políticas e que ele e os seus pares estão “focados exclusivamente” na missão da Fed de manter o emprego baixo e a inflação estável.

RN // SR

Lusa/Fim

Deixe uma resposta