Presidente dos EUA assegura que a sua relação com os líderes do G7 é boa

Agência Lusa

Agência Lusa

, Notícias

O presidente dos EUA assegurou na sexta-feira à noite que a relação com os líderes do G7 é boa e acusou os meios de comunicação social de não dizerem verdade sobre o que aconteceu na recente cimeira no Canadá.

Para sustentar as suas afirmações, Donald Trump publicou no ‘Twitter’ uma dúzia de fotografias em que aparece rodeado pelos líderes do G7 numa atitude sorridente e descontraída.

“Tenho um ótimo relacionamento com Angela Merkel, mas as falsas notícias só mostram as fotos ruins (que sugerem raiva) de negociar um acordo, no qual estou a pedir coisas que nenhum presidente dos EUA pediria!”, afirma o presidente.

Trump acompanhou a sua mensagem com algumas fotos em que aparece sentado a um lado da mesa com os outros líderes em pé e na frente liderados pela chanceler alemã.

Ao contrário das fotografias que tinham sido divulgadas até agora, que inspiravam tensão, nas fotos partilhadas por Donald Trump todos os líderes parecem sorridentes.

“As notícias falsas disseram que eu não me dei bem com os outros líderes na Cimeira dos G7 no Canadá. Uma vez mais, estão equivocados!”, afirma Donald Trump num outro tweet.

O presidente norte-americano acompanhou esta segunda mensagem com uma foto de família de todos os líderes sorridentes e com outras fotografias que mostram cenas de cumplicidade com o presidente francês, Emmanuel Macron, o primeiro-ministro canadiano, Justin Trudeau, e a primeira-ministra britânica, Theresa May.

Finalmente, Trump publicou uma terceira mensagem acompanhada de uma fotografia sua com o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, e o presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, com o texto “grandes diálogos”.

Os líderes do G7 assinaram no passado sábado um texto no qual defendem um comércio internacional com “regras” e se comprometem a tentar “reduzir as barreiras alfandegárias, barreiras não alfandegárias e subsídios”.

Apesar de persistir a disputa sobre taxas alfandegárias com os Estados Unidos, os sete países mais industrializados do mundo conseguiram assinar um “texto comum” depois de dois dias de cimeira em La Malbaie, no Canadá.

Apenas as questões ambientais não contaram com a assinatura do presidente norte-americano.

HN // MSF

Lusa/fim

Deixe uma resposta