Procuram-se suportes no BES

Tiago Esteves

Tiago Esteves

, Sem categoria
Depois do malfadado anúncio de aumento de capital, o BES tem-se comportado da forma prevista, caíndo compulsivamente. E os direitos ainda nem começaram a negociar, esperando-se uma continuação da reacção negativa quando essa negociação iniciar. Tecnicamente as coisas estão desagradáveis, procuram-se efectivamente suportes para a cotação. Os próximos, quase em forma de zona, situam-se entre os 71 e os 78 cêntimos. Apesar do volume muito elevado, atrever-me-ia a arriscar dizer que é provável que essa zona segure a cotação. Não digo que leve a uma inversão, será pouco provável adiantar esse cenário nesta altura… mas poderá ter pelo menos um efeito de almofada sob as cotações.

Uma nota final, em jeito de retórica… quem negociasse com stops teria fechado a posição (na pior das hipóteses) nos 1,18€, 40% acima da actual zona. Valerá a pena entregarmos a sorte do nosso dinheiro à total confiança num título ou numa administração, por muito boa que ela nos pareça ser? Mais importante do que termos um bom plano A é mesmo termos um excelente plano B.

Workshop de Análise Técnica e Estratégias de Negociação, Porto, 7 de Junho

Disclaimer
Todos
os comentários e posts publicados neste blogue são meras opiniões pessoais, não
devendo ser confundidas com recomendações de compra ou venda. As compras e
vendas são da responsabilidade do investidor, bem como os lucros ou perdas daí
resultantes. Se necessitar de aconselhamento financeiro contacte uma entidade
ou profissional certificados pela CMVM

Comment List

  • Anónimo 23 / 05 / 2014 Reply

    Grande post Tiago!
    Também acredito neste suporte, só o tempo o dirá…
    Quanto à questão dos stops é uma grande verdade, eu fui apanhado por isso, mas talvez porque detinha apenas 1000 ações. Mas sim temos que ser mais responsáveis e aprendermos com os erros.
    No entanto continuo a acreditar neste título, e acho que vou reforçar a minha posição mais tarde.
    Cumprimentos
    Bruno Patinha da Costa

  • Daniel Pires 24 / 05 / 2014 Reply

    Bom post Tiago

    Uma das razões que faço trading em vez de comprar ou vender por fudamentais e devido a obrigatoriedade de usar stop loss e gestão de risco activa de curto prazo….não esperamos por notícias ou dados macros para sairmos de uma determinada posição….

    Uma pergunta retórica para todos nos e a seguinte: a acção fechava acima do suporte e da linha de tendência, no fecho da sessão os administradores indicavam que iria haver aumento de capital no dia seguinte que fazíamos:

    A) dávamos ordem de venda de mercado
    b) esperávamos pela abertura e vendíamos a limite
    C) tentávamos usar análise técnica para determinar um máximo do dia dar ordem de venda a esse preco
    d) acreditávamos que a longo prazo a ação iria subir e não perdíamos tanto
    E) íamos ao blog da astróloga maia e veríamos o futuro

  • joao da silva 24 / 05 / 2014 Reply

    cuidado nao se iludem
    com o bes vai cair muinto
    o aumento de capital por si so nao vai ajudar nos probelemas financeiros do banco
    para mim vai abaixo do 50 ct

  • Tiago Esteves
    Tiago Esteves 24 / 05 / 2014 Reply

    Deixa-me responder à pergunta retórica com a alínea F, eu deixaria a posição ser stopada se fosse caso disso no início da próxima sessão. O stop estava programado, em princípio, para baixo do suporte e da LT. Se o plano técnico era esse, a alteração fundamental não o deveria pressionar. Sobretudo porque, em princípio, uma parte dessa notícia já deveria estar descontada na cotação por fuga de informação.
    Nessas coisas sou muito rigoroso, mesmo as notícias mais pertinentes só servem muitas vezes para nos toldarem o raciocínio. O gráfico não mente, se a notícia é importante existem reflexos. É o caso actual…

  • Anónimo 24 / 05 / 2014 Reply

    Olá Tiago.
    Com o AC é muito possível que muita gente exerça os seus direitos vendendo parte da sua carteira para depois financiar esse exercício. Este foi um caso recorrente no BCP no último AC. Se isto se verificar iremos assistir a nova descida das acções já a partir do dia 27 de Maio, data de início da operação. A zona de suporte que traçou tem em conta este possível cenário? Consigo aprendi em post’s anteriores, mormente os do BANIF, que se o mercado fosse realmente eficiente a cotação do BES deveria convergir para o preço fixado pelo aumento de capital, ou terei percebido mal?
    Ainda assim e face aos novos desenvolvimentos mantém-se neutro ou mesmo pessimista perante o cenário de AC? Excluí liminarmente a possibilidade de se verificar um caso semelhante ao BCP no seu último AC, ainda que numa perspectiva de longo prazo?
    Muito obrigado.

    Inês Santos

  • Tiago Esteves
    Tiago Esteves 24 / 05 / 2014 Reply

    Inês,
    Sim, de certa forma incorpora. Neste caso não espero a convergência, pelo menos imediata, porque as novas acções ficarão obrigatóriamente retidas durante 180 dias. Isto confere vantagem a quem compra no mercado, evitando-se uma convergência fiel. Também há que considerar que neste caso o aumento de capital é percentualmente menos significante do que no Banif, o que também evita a convergência. O próprio sistema é diferente, por exigir direitos para a subscrição.

    Ainda assim, mantenho-me neutro no que diz respeito a uma reacção em alta no médio prazo. Para lhe ser sincero não sei, mesmo… não excluo essa possibilidade, mas não há nada que me diga actualmente que acreditar em tal cenário é realista. Era necessário haver já uma demonstração de resultados forte, resultados palpáveis destas medidas. Quando não consigo antecipar o futuro prefiro manter-me fora… nem curto nem longo, apenas neutro

  • Daniel Pires 24 / 05 / 2014 Reply

    Sim pode ser uma boa resposta mas eu escolheria a alinea "a) – fechava imediatamente a minha posição assumia as perdas e ia para outra luta", e vou explicar a minha opiniao:

    Eu consigo gerir risco e posições ganhadoras mas nao consigo gerir operações perdedoras pois ninguem sabe se no proximo dia existira outro gap que deixaria de fora o o segundo stop (1ª regra dos stops: nunca baixes os stops ou os mantens ou os sobes).

    O meu perfil operacional nao me permite pensar num possivel suporte e uma correcção do movimento quando toda a gente esta "confusa e nao sabe o que fazer"

    Agora depois de fechar a minha posição poderia pensar noutras operações com a mesma acção:

    Poderia pensar numa correcção de fibo, poderia pensar numa posição curta,poderia fazer hedging, etc.(mas só faria isso apos uma certa estabilização da acção)

  • Anónimo 24 / 05 / 2014 Reply

    Mais um excelent post Tiago. Eu por norma costuma negociar sempre com stops. Mas já me aconteceu a acção abrir em gap down e o stop não ser activado. Existe alguma forma de contornar isso? Obrigado.

    RR

  • Tiago Esteves
    Tiago Esteves 24 / 05 / 2014 Reply

    Obrigado RR.
    Mesmo que haja um gap, o stop tem de entrar e tem de haver uma saída ao melhor. Eu veria essa questão com a corretora, não pode acontecer

  • Paulo Cleto Silva 28 / 05 / 2014 Reply

    Excelente post Tiago!
    A cotação comportou-se conforme o previsto.

  • Anónimo 30 / 05 / 2014 Reply

    Tiago, esta semana a banca respirou um pouco. O banif deu uma grande resposta no dia em que acabava o prazo para o AC, na verdade já tinha cumprido os seus objetivos uns dias antes. o bes deu uma resposta ao AC completamente fora do normal (ao contrario das tuas expectativas e de todos os analistas que tornaram publicas as suas notas). Acreditas que pode ser um bom presságio para os proximos tempos na banca, e que os investidores vão receber da mesma forma o AC do Bcp, caso este não seja superior a 1500 milhoes??
    obrigado e cumprimentos

    Bruno Patinha da Costa

  • Tiago Esteves
    Tiago Esteves 30 / 05 / 2014 Reply

    Bruno,
    Respondi parcialmente a essa questão na análise em vídeo ao PSI.
    Abraços

  • Gonçalves 02 / 06 / 2014 Reply

    Boa tarde Tiago.

    Estou a ponderar entrar no AC do BES como novo acionista.
    Sabe-me dizer onde poderei acompanhar a cotação dos direitos? É que o meu banco não me dá essa informação na secção de mercados.

    Obrigado.

Deixe uma resposta