Quão importante é a automatização na negociação? Sheraton Lisboa, 3 de Setembro

Tiago Esteves
Uma das muitas variáveis envolvidas no processo de negociação é a mente humana. E, arriscar-me-ia a dizer, que será uma das mais voláteis e difíceis de controlar. Se é fácil aprender os princípios da negociação, não é de forma alguma simples disciplinar-nos no sentido de controlar as maiores fragilidades e armadilhas que os mercados acarretam. Sejam o medo e a ganância, ou a euforia e a ambição. 

Casas de investimento de grande peso a nível internacional têm vindo a substituir traders humanos por máquinas, automatizando de forma absoluta a sua negociação. E não é para menos, quando 85% das suas receitas advêm do trading de alta frequência. Pessoalmente não sou radicalista ao ponto de acreditar que a negociação deva ser 100% automatizada, mas também não sou ingénuo ao ponto de descartar que este será o futuro dos mercados. E, como na vida, quem não se adaptar será esmagado. Mesmo em mercados mais pequenos, como o Português, existem já indícios suficientes para me levarem a acreditar que o trading 100% automático está já a enraizar-se. 

Reconhecendo a importância crescente deste tópico, a Activtrades decidiu organizar um seminário em redor do tema. Não sendo eu um especialista em estratégias 100% automáticas de negociação, sou o reflexo da ponte que deve ser feita entre as estratégias 100% manuais e as 100% automáticas. Será a esse propósito a minha participação. Lançarei uma reflexão sobre este tema e exemplificareo como todos os participantes nos mercados (por muito ocasional que a sua negociação seja) podem e devem introduzir elementos automáticos na sua negociação. Falarei de stop losses, de indicadores de apoio à negociação, entre outros. Esta edição contará ainda com a participação de um convidado especial, orientado para a criação de robots de negociação no contexto do Forex. 

Como habitualmente, a Activtrades apoiará o evento na sua totalidade. Significa isso que a participação no seminário é grátis mediante inscrição (para clientes e não clientes), e que o almoço e coffee-breaks estão incluídos. A capacidade máxima da sala é de 50 participantes, pelo que será conveniente fazer uma reserva atempada. Acredito que esta é uma grande oportunidade para todos os que queiram saber um pouco mais sobre estratégias automatizadas, ou para os que pretendam continuar a desenvolver negociação manual, mas de uma forma mais eficiente. Não deixem, por isso, de participar. No hotel Sheraton Lisboa, no dia 3 de Setembro.

Clique no link para obter mais informações e/ou proceder à inscrição

Deixe uma resposta