Science for you, Money for them: Uma análise à OPV da Science4you

Tiago Esteves

É sabido que o maior fabricante de brinquedos nacional, a Science4you, está em processo de entrada em bolsa, e importa por isso analisar se esta é uma operação onde possa interessar participar. Deixo, para os mais impacientes, desde já a minha visão pessoal: não, a este preço, não faz qualquer sentido. É uma OPV assente numa avaliação altamente especulativa, e o que parece ser uma última oportunidade de a Portugal Ventures encaixar mais-valias com este investimento antes de entrarmos numa eventual recessão económica e de a empresa entrar num ciclo negativo que afectaria ainda mais os seus resultados.

E são estes resultados que importa analisar. Ao olhar para o prospecto, e em particular para a demonstração de resultados (pag. 169), salta à vista a diferença de resultados dos primeiros 8 meses de 2018 vs. os 8 primeiros meses de 2017. Enquanto no período homólogo do ano passado a empresa cresceu 100k€, este ano apresentou um prejuízo de cerca de 1M€. Vê-se que o principal impactante parece ser um aumento substancial com custos de matérias e mercadorias, que saltou de 300K para 3M€.

Não creio, contudo, que este seja o ponto mais preocupante. A sazonalidade tem um efeito fortíssimo nesta empresa, e é provável que os últimos 4 meses sejam bastante mais positivos. Contudo, fica uma transcrição do alerta deixado pela empresa no prospecto (pag. 71): A Emitente estima que o impacto global do exposto acima, conjugado com o reforço da concorrência em segmentos importantes e com a alteração para um modelo de negócio assente em distribuidores internacionais, se possa traduzir numa quebra de vendas em 2018 entre 10% e 45% relativamente às vendas do ano anterior, o que poderá ter um impacto negativo na rentabilidade e na condição financeira da Sociedade. Este ponto é de extrema importância porque coloca em causa toda a lógica de se estar a comprar uma empresa com elevado potencial de valorização futura. Deve mesmo obrigar-nos a olhar para ela como uma empresa num mercado extemamente concorrencial, e onde a maioria dos seus concorrentes estão já a sofrer revés significativos.

Ao preço nominal de 2,45€ por título, a empresa fica avaliada em 34 Milhões de Euros. O que, não sendo um valor monumental, representa um PER de 237 (considerando um lucro anual 30% inferior ao de 2017). Ora, é por aí fácil de ver que, mesmo que estivéssemos a falar de uma empresa em puro ciclo de crescimento, estaria a ser alvo de excessiva sobrevalorização. Várias empresas nos EUA foram acusadas de ter uma abordagem especulativa com PER’s de valores compreendidos entre os 30-50… Utilizando esta avaliação para a Science4you, poderíamos dizer que o valor pedido neste IPO será assim cerca de 5x superior ao real valor por título, considerando mesmo assim um importante potencial de valorização. Esperar-se-à, assim, que caso não exista um revés significativo nos lucros da empresa, o preço por título tenda a convergir para um valor em torno dos 50 cêntimos por acção. Reitero, assim, que este é um negócio com elevado teor especulativo, e que a probabilidade de assistirmos a uma desvalorização no médio prazo é significativa.

Disclaimer: Todos os comentários neste site são meras opiniões pessoais, não devendo ser confundidas com recomendações de compra ou venda. As compras e vendas são da responsabilidade do investidor, bem como os lucros ou perdas daí resultantes.
_____________________________________________________________________

 

 

Deixe uma resposta