Sector Bancário – BPI

Tiago Esteves
O BPI, tal como referi na última análise, continua a ser de longe o meu favorito da banca Nacional. Após activação do padrão de inversão no gráfico diário, tem mantido uma forte trajectória ascendente que só foi interrompida por um normal padrão de consolidação. Se ao movimento de subida de 50% em um mês somarmos a forte resistência situada entre os 1,156 e os 1,184, não há nada mais natural do que um abrandamento de preço. A quebra em alta da zona de consolidação poderá agora significar a recuperação da trajectória anterior, esperando-se assim que a zona de resistência seja vencida. A má notícia é que o stop loss técnico está bastante afastado da cotação actual, a quase 15% de distância.

Também no gráfico horário surgem alguns sinais de força, com um claro apetite comprador a reflectir-se nos volumes. Um olhar atento permite perceber que os picos de volume estão associados a picos de preço, o que geralmente representa a composição de posições significativas. Mesmo tendo em consideração que a hesitação reflectida no final do gráfico poderá provocar uma perda temporária de momentum, apenas ficarei verdadeiramente preocupado se a marca do 1€ for quebrada em baixa.

Deixe uma resposta