Sentimento de Mercado (05/12) – Rotação de capital ganha força

Marco Silva

Marco Silva

, Actualidade
Com a aprovação da lei de reforma fiscal por parte do Senado norte-americano no Sábado de manhã, era expectável que o sentimento na primeira sessão da semana fosse de optimismo, até porque este tem sido um dos principais catalisadores para a continuação do Bull market, e o dia validou essa expectativa com uma abertura em alta nos três principais índices de Wall Street, contudo ontem foi evidente que existe algum “cansaço” dos Bulls nesta longa correria de 8 anos, isto porque ao invés de cavalgarem rumo a novos máximos históricos, as valorizações foram apenas sectorial, nomeadamente mais para os grupos que serão beneficiados com a lei, em detrimento das que mais valorizaram este ano, ou seja com o capital angariado na venda de posições ganhadoras, especialmente no sector tecnológico, que averbou uma queda de quase 2% no S&P500, por outro lado as financeiras averbaram o segundo melhor resultado, logo a seguir às telecoms, estas também ainda a beneficiar do fim da neutralidade da internet.
No final do dia a rotação de capital resultou numa sessão mista com tendência descendente logo após a abertura, mas com queda assinalável do Nasdaq, ao passo que o Dow Jones atingiu novos máximos históricos. Na Europa o Stoxx 600 avançou cerca de 0,9%, não tendo sido influenciado pela totalidade da fase negativa de Wall Street, pelo que poderá ocorrer alguma pressão vendedora na abertura, fruto dessa divergência de timings. Nas commodities o Crude continuou a vacilar de sortes e ontem perdeu -1,6% para os $57.40 por barril, não sendo por isso claro se os investidores acreditam nos efeitos do prolongar do acordo entre a OPEP e a Rússia ou estão efectivamente a vender na notícia. No Forex foi dia de valorização para o U.S dólar, que avançou 0,3% contra um cabaz de outras moedas principais, ao contrário do movimento do euro e da libra inglesa, que estiveram sobre pressão no dia em que as perspectivas para um acordo bem sucedido para o Brexit foram reduzidas. Destaque ainda para a redução do apetite por activos refúgio o que levou a perdas de -0,3% tanto no Yen, para os 112.52, como para o Ouro, para os $1,279 por onça.

______________________________________________________________________________

A análise ao sentimento de mercado é patrocinada por Activtrades

Deixe uma resposta