Sentimento de Mercado (28/11) – Dia de rescaldo em tom neutro

Marco Silva

Marco Silva

, Actualidade
Tal como referi ontem que fosse possível, a sessão de Segunda-feira foi em boa parte dominada pelo optimismo referente às vendas no Black Friday e Cyber Monday, com os indicadores da Adobe Analytics a projectarem um crescimento das vendas para a Amazon de 17%, mas não foi a única beneficiada, nomes como a Gap, Macy’s e Kohl’s também estiveram na mira dos Bulls, o que possibilitou ao sector retalhista um dia positivo, se bem que abaixo dos máximos do dia. Por outro lado a queda do preço do Crude, condicionou negativamente o sector energético, empurrando-o para o pior desempenho do dia, com um recuo de -1,03%. O pessimismo na matéria-prima adveio da falta de confirmação da Rússia, de que iria participar na extensão do corte na produção, juntamente com a OPEP, após rumores que davam conta desse acordo. O “ouro negro” terminou a sessão nos $57.88 por barril, resultado de uma desvalorização de -0.4%.
Mas não foi só de vendas e de crude que se falou ontem, a reforma fiscal entrou cedo nos temas de conversa desta semana e os investidores aguardam com alguma inquietude sobre a votação do plano proposto pelos senadores, que deverá ser votado na quinta-feira, ao que se segue a conciliação da proposta com o já documento aprovado pela House of Representatives. As expectativas são para que a lei esteja na mesa do Presidente Trump para ser promulgada, contudo nada é ainda garantido, até porque existem alguns pontos de discórdia sendo que a maioria que os Republicanos dispõem no Senado é muito curta. No Forex destaque para o Yen, que adicionou +0,4% para o valor mais elevado dos últimos dois meses, nos 111.04.
Quinta-feira é dia de reunião da OPEP, pelo que o crude poderá estar sob o efeito de alguma volatilidade adicional.

______________________________________________________________________________

A análise ao sentimento de mercado é patrocinada por Activtrades

Deixe uma resposta