Sentimento de Mercado – Dólar continua a caminhada descendente

Marco Silva

Marco Silva

, Actualidade
A sessão de quarta-feira começou com todos os ingredientes para que tivesse um final igual ao dos dias anteriores, com os principais indices norte-americanos a registarem máximos durante a primeira hora de trading, contudo ontem os destinos do mercado foram ditados pelas notícias que saíram de Davos. Diversos CEO´s dos principais bancos mundiais a referirem que os mercados accionistas têm estado a desvalorizar os riscos existentes e a permitir um certo entorpecimento quanto às notícias menos boas que têm saído, facto que como referi ontem tem permitido um movimento bastante agressivo de valorização. Mas o principal catalisador do sentido do mercado adveio das declarações de responsáveis do governo de Trump, nomeadamente de Wilbur Ross, o secretário do comércio e do secretário do tesouro, Steven Mnuchin, que basicamente reafirmaram a política isolacionista indicada de Trump, de “primeiro a América”, o que despoletou uma “chuva” de críticas por parte de responsáveis máximos de outros países presentes no evento.
Outra das ideias transmitidas foi a intenção de tomar atitudes mais agressivas em relação à China, não apenas na questão dos direitos de propriedade intelectual, mas também na manipulação da sua moeda. E dentro deste segundo ponto, Steven Mnuchin, fez questão de suportar a fraqueza dos últimos meses do U.S dólar, indicado que é um factor positivo para o comércio norte-americano. Declarações que levaram ao afundar do valor do “greenback”, que cedeu -1% contra um cabaz de outras moedas principais, atingindo mínimos de mais três anos, o que permitiu ao Euro mais um dia de valorização, desta feita 0,8% para os $1.24, ao passo que a Libra inglesa disparou 1,5% para os $1.4208, com perspectivas de um acordo “suave” para o Brexit e de bons dados económicos relativos ao número de empregos criados no Reino Unido entre Setembro e Novembro do ano passado, que foram 102,000 para um máximo de sempre. Já o Yen adicionou 1.1% para os 109.13 atingindo, tal como no caso da moeda inglesa, o valor mais elevado do último ano e meio.

A análise ao sentimento de mercado é patrocinada por Activtrades

Deixe uma resposta