Sentimento de Mercado – Cautela em vésperas de dilúvio de earnings

Agência Lusa

Agência Lusa

, Actualidade

À entrada para uma das principais semanas desta earnings season, que conta com o anúncio dos resultados dos pesos pesados Amazon e Google, os investidores colocaram-se nas linhas laterais, optando por retirar algum risco de cima da mesa, ao mesmo tempo que rodaram parte do capital para os nomes grandes da tecnologia, que têm sido ultimamente os mais fustigados pela onda de consolidação. O dia até prometia mais optimismo na senda da boa performance das praças asiáticas, o que sustentou o índice pan-europeu STOXX600 a abrir com ganhos ligeiros, contudo as praças europeias não aguentaram a cautela vinda do outro lado do Atlântico e terminaram com perdas ligeiras.

Em Wall Street a pressão vendedora esteve particularmente concentrada nas financeiras, imobiliário e nas energéticas, as primeiras lideradas pela Goldman Sachs e Bank of America, com a estabilização das yields da dívida soberana dos EUA e devido a receios sobre um arrefecimento do mercado de crédito devido à subida dos juros, o que afectou igualmente as empresas ligadas ao imobiliário. Já as energéticas sucumbiram ao aviso da Halliburton relativo ao incumprimento da previsão do lucros para o próximo trimestre, devido à fraqueza no sector do mercado norte-americano de Hydraulic fracturing.

No Forex destaque para a desvalorização da Libra inglesa que recuou -0.8% para os $1.2972 devido às cedências da primeira ministra Theresa May em relação às linhas vermelhas no acordo com a U.E relativo ao Brexit, o que lhe poderá valer a conclusão do mesmo, mas que a enfraquece na luta política interna, nomeadamente contra os defensores do Brexit dentro do seu próprio partido, o que poderá levar a uma deposição da primeira ministra ainda antes desta terminar as negociações, isto quando o próprio povo parece igualmente dividido com a manifestação no Sábado que envolveu cerca de 700,000 pessoas a favor de um segundo referendo sobre a saída da União Europeia. O U.S dólar avançou 0,3%, o que empurrou o Yen para uma desvalorização de -0.3% nos 112.83, enquanto que o Euro cedeu um pouco mais de terreno, terminando nos $1.1470.

A análise ao sentimento de mercado é patrocinada por Activtrades

Deixe uma resposta