Sentimento de Mercado – Correcção saudável em Wall Street

Marco Silva

Marco Silva

, Actualidade
Algum dia teria de ser, até porque o que sobe eventualmente terá de descer, nem que seja um pouco, este é para já o sentimento dominante por entre os Bulls de Wall Street, eles próprios cientes da necessidade de um retracement para existir margem para uma nova perna do Bull market. E ontem sim, os indices norte-americanos registaram uma sessão de correcção, mais do que consolidação. A variação não foi nada de extraordinária, variou entre os -1.37% do Dow Jones e os -0.86% do Nasdaq, mas ainda assim o suficiente para ser o dia com o vermelho mais carregado desde Maio de 2017, no caso do índice industrial. As energéticas voltaram a estar no pódio dos sectores que mais cederam terreno, sendo no entanto ultrapassada desta feita pela saúde, ainda que por uma margem reduzida, ambos recuaram mais de -2%. Curiosamente na terça-feira as utilities e as telecoms que sofreram maior pressão vendedora no dia anterior logo atrás das energéticas, foram os sectores com o melhor comportamento, tendo mesmo as utilities conseguido terminar com ganhos, movimento esse que é típico de procura por activos mais seguros.
No Forex o dia foi de alguma movimentação no U.S dólar, contudo no final a moeda norte-americana terminou praticamente inalterada em vésperas da decisão do FED sobre as taxas de juro, e mais importante sobre os comentários relativos ao sentimento que os membros do banco central têm em relação ao movimento dos juros programado para este ano. Quem esteve em alta foi a libra inglesa que voltou a mostrar força depois de uma fase de correcção e num dia em que o partido da oposição encetou um movimento para um voto hoje no Parlamento com vista a que um documento de estudo sobre os efeitos económicos do Brexit seja conhecido, isto depois de na segunda-feira o Buzzfeed ter revelado que nos três cenários abordados a economia do Reino Unido ficaria sempre a perder com a saída da U.E.
Destaque para o índice VIX, que mede a volatilidade do S&P500 e que nos últimos dois dias saltou dos 11 para os 14,71, ainda assim muito longe dos 20, patamar que é geralmente considerado como indicativo de um ciclo de curto prazo com mais volatilidade e quedas no mercado accionista.

A análise ao sentimento de mercado é patrocinada por Activtrades

Deixe uma resposta