Sentimento de Mercado – Dados do emprego suportam ganhos consideráveis

Marco Silva

Marco Silva

, Actualidade
Ouro sobre azul, ou “Goldilocks”, foi como os investidores interpretaram os dados dos non-farm payrolls que saíram na sexta-feira. Isto porque para além do maior crescimento no emprego dos últimos dois anos, o aumento dos salários estagnaram, retirando de cena o receio que surgiu no mês passado depois de uma subida repentina desta variável, um item importante na formação do valor da inflação e que colocou o mercado, incluindo o FED numa posição de cautela, para a eventualidade de um sobreaquecimento da economia, que teria de ser combatido com uma aceleração da subida dos juros. Mas com a pausa na subida do custo laboral, as perspectivas de um movimento de tightening mais célere e que dominaram o debate durante o mês de Fevereiro, caem por terra, facto que levou o U.S dólar a desvalorizar, embora que de forma muito ligeira.
O optimismo em Wall Street com esta tempestade positiva perfeita foi dominador logo desde o opening bell e reforçou-se até ao closing bell, num movimento ascendente gradual, mas que não teve qualquer tipo de correcção, ou seja foi sempre a subir. Curioso o facto do sector financeiro ter sido o que melhor performance obteve no S&P500, com um ganho de 2.48%, apesar deste sector ser o que à partida mais beneficiaria com juros mais elevados. Já as Telecom, que costumam ser das mais afectadas por custos financeiros, assim como as utilities, foram o único sector a perder valor, embora marginal. A nível dos indices o Nasdaq registou a maior subida do dia com 1,79%, mas seguido de muito perto pelos parceiros, com o S&P500 a ganhar 1,74%, com o registo “pior”. A grande diferença esteve no facto do índice tecnológico ter atingido novos máximos históricos, ao passo que os restantes fecharam acima da média móvel dos 50 dias, mas ainda “longe” do topo atingido em Janeiro.
Nas commodities destaque para a valorização de 3,2% no preço do WTI crude para os $62.05 por barril, o que permitiu ao sector das energéticas um ganho diário de quase 2%. O Ouro esteve praticamente inalterado com alguma pressão vendedora devido à redução dos activos refúgio no portfolio dos investidores, um movimento que levou o Yen a recuar -0.6% para os 106.85. Esta semana o sentimento poderá continuar a favorecer os ganhos em Wall Street caso não ocorra nada que inverta o optimismo que se instalou na sexta-feira.

A análise ao sentimento de mercado é patrocinada por Activtrades

Deixe uma resposta