Sentimento de mercado – Economia assusta Wall Street

Marco Silva

Marco Silva

, Actualidade

Se o mês de Setembro é estatisticamente o pior para o mercado accionista norte-americano, Outubro não é muito melhor, com a particularidade de ser o mês onde a volatilidade é maior, o que deixa antever umas próximas semanas de incerteza e instabilidade em Wall Street. Para começar a “cumprir” com essa possibilidade, ontem os índices de Nova Iorque abriram o mês com perdas que quase que anularam os ganhos do mês anterior e não obstante uma abertura em alta, contudo os dados económicos aliados a novos desenvolvimentos na novela do impeachment a Trump deitaram por terra o optimismo dos Bulls.
Com efeito e depois de há uns dias o primeiro sinal de alerta sobre a maior economia do mundo ter surgido dos números da confiança dos consumidores, o principal motor económico, esta terça-feira foi a vez do Institute for Supply Management relativo à manufactura ter saído em território de contracção pelo segundo mês consecutivo, e no valor mais baixo da última década, pintando um cenário mais visível dos efeitos negativos provocados pelo agravamento da guerra comercial que opõe as duas principais economias. Esta sexta-feira veremos se os dados do emprego, relativos aos non-farm payrolls confirmam esta tendência negativa que começa a desenhar um caminho de crescimento reduzido ou mesmo estagnação na economia dos EUA, o que a ocorrer seria certamente penalizador para o comportamento dos índices a um ano das eleições presidenciais de 2020.
No mercado cambial e na sequência dos dados económicos, o U.S dólar foi naturalmente uma moeda em dia de fraqueza, cedendo terreno contra um cabaz de outras moedas principais, permitindo ao EUR/USD uma valoirzação até aos $1.093.

A análise ao sentimento de mercado é patrocinada por Activtrades

Deixe uma resposta