Sentimento de Mercado – Incerteza persiste em Wall Street

Marco Silva

Marco Silva

, Actualidade
À entrada para esta semana referi que a mesma seria importante para aferir se os investidores teriam uma ideia concreta para onde impulsionar os índices, isto depois de uma semana com ganhos interessantes mas que se ficou por novos receios quanto à subida dos juros vir a prejudicar o crescimento económico e dos lucros das empresas. Indiquei igualmente que poderíamos chegar ao final da semana e não ter qualquer posição definida e é isso que hoje à entrada para sexta-feira temos como resumo destes últimos quatro dias, com variações de sentimento derivadas de condições de circunstância e não de fundamentos de médio prazo. O final da earnings season retirou parte do incentivo sendo que esta não foi propriamente um catalisador per se, porque a opinião generalizada dos investidores é de que o primeiro trimestre foi provavelmente o melhor deste ano, em termos de crescimento.
Assim, ontem Wall Street vagueou com as noticias, já esperadas, de que as negociações entre os EUA e a China relativas à guerra comercial não surtiram ainda efeito algum, com o presidente norte-americano a lançar dúvidas quanto ao resultado final do processo negocial. A taxa de juro das obrigações soberanas a 10 dos EUA subiram ligeiramente até aos 3,11% o que colocou igualmente alguma pressão negativa, contudo é de realçar o facto do Russell 2000 ter tido de novo um comportamento bastante mais positivo, inclusive fora do vermelho com um ganho de 0,55%, ao contrário dos principais índices de cederam algum terreno. As energéticas também estiveram em bom plano e valorizaram 1,31%, apesar do preço do crude ter terminado em baixa residual, mas após ter ultrapassado os $72 por barril no WTI. No Forex o U.S dólar subiu ligeiramente ao passo que a lira turca afundou -1% para os 4.4595 a corrigir dos ganhos do dia anterior.

A análise ao sentimento de mercado é patrocinada por Activtrades

Deixe uma resposta