Sentimento de Mercado – FED acalma euforia

Marco Silva

Marco Silva

, Actualidade

Depois das robustas valorizações de quarta-feira, num rebound de alívio aos resultados das eleições intermédias nos EUA, Wall Street navegou ontem por águas bem mais calmas com os investidores a resguardarem-se em dia de divulgação dos resultados da penúltima reunião do FED deste ano, de onde não se esperavam grandes alterações. E na realidade foi isso que saiu do documento de resumo emanado pelo banco central norte-americano, com algumas nuances interessantes, nomeadamente o facto do investimento empresarial ter reduzido o seu ímpeto de expansão para moderado, depois de crescer a um ritmo elevado no início do ano, facto que em parte era expectável dada a sequência de subida dos juros, que tem igualmente afectado o mercado imobiliário, contudo o consumo não deu indícios de fraqueza e sendo responsável por cerca de 70% do PIB, o menor fulgor no capitulo do investimento não é previsto que interfira com o ritmo da subida dos juros, nomeadamente da esperada para Dezembro e das três projectadas para 2019.

Até porque no campo do emprego o cenário continua robusto, com uma taxa de desemprego nos EUA das mais baixas de sempre e com a inflação nos objectivos do FED, que referiu igualmente riscos balanceados para as perspectivas económicas. No final do dia o Nasdaq que tinha valorizado mais que os restantes na sessão anterior foi ontem o que mais cedeu terreno, -0.53% contra os 0,04% de ganho do Dow Jones. Ao nível dos sectores o panorama esteve bastante equilibrado com excepção das energéticas que recuaram -2,2% devido à queda de -1,8% no preço do WTI crude para os $60.58 por barril, estendendo para nove o número de sessões consecutivas no vermelho e para cerca de 20% o retracement desde os máximos de Outubro.

No Forex foi notória a influência das conclusões mais hawkish que o esperado da reunião do FED, o que puxou pela moeda norte-americana, que averbou um ganho de 0,6% contra um cabaz de outras moedas principais, empurrando o Euro, Libra inglesa e Yen para perdas de -0,5% em média, contudo como costuma ser habitual, dado o pouco tempo que o mercado está aberto após o anúncio do banco central, hoje deverá ser possível ter uma noção mais consistente da reacção do mercado.

A análise ao sentimento de mercado é patrocinada por Activtrades

Deixe uma resposta