Sentimento de Mercado – Incerteza volta a dominar sentimento

Marco Silva

Marco Silva

, Actualidade
As dúvidas que na terça-feira tinham levado o sentimento para território negativo voltaram ontem a condicionar o mercado, tendo uma delas sido desfeita, refiro-me à esperada reunião entre Trump e o presidente norte-coreano, que foi ontem oficialmente desmarcada, devido à retórica mais ríspida utilizada recentemente pelo país asiático, nomeadamente “fúria e hostilidade abertas” em declarações, foram as palavras empregues por Trump para cancelar o encontro, deixando no entanto a porta aberta para uma nova data. Igualmente negativo para os investidores foi o anúncio da intenção de imposição de tarifas alfandegárias na importação de automóveis para os EUA, devido a questões de segurança nacional, pelo menos foi essa a razão invocada.
Recordo que esta semana a China anunciou a redução das tarifas para a importação de automóveis num movimento de moeda de troca pelo “salvamento” da gigante tecnológica chinesa ZTE. No entanto esta intenção de novas tarifas por parte dos EUA poderá colocar em causa um aprofundamento das negociações que estão em curso com vista a evitar uma guerra comercial entre as duas maiores economias mundiais. Apesar do pessimismo é de realçar que os indices terminaram muito perto do inalterado depois de uma subida que durou desde a primeira hora da sessão até ao seu final, com as utilities a brilharem pelo segundo dia consecutivo ao passo que as energéticas lideraram nas perdas, em linha com a queda de -1.7% no preço do WTI crude para os $70.65 por barril.
Foi notória a procura por activos refúgio com o Ouro a valorizar 0,9% para os $1,304 por onça ao passo que o yen subiu 0.7% para os 109.26, num dia em que o U.S dólar apenas cedeu -0.1%. Destaque para mais uma queda substancial no valor da lira Turca, ontem mais -2.7% para os 4.701, que é o valor mais baixo de sempre.

A análise ao sentimento de mercado é patrocinada por Activtrades

Deixe uma resposta