Sentimento de mercado – Investidores não cedem ao pessimismo

Marco Silva

Marco Silva

, Actualidade

Se é certo que o optimismo não tem tido espaço nas últimas sessões em Wall Street, também não é menos verdade que o pessimismo tem sido contido pelos investidores, que não cedem para já na ausência de notícias relevantes ou concretas sobre o tema da guerra comercial. Tópico que ontem dominou o sentimento com as declarações do U.S. Trade Representative Robert Lighthizer, a não deixarem grande margem para dúvida afastando para já a possibilidade de uma resolução no curto prazo do conflito de guerra comercial entre as duas principais economias do mundo, isto porque não só referiu que não é certo que se alcançará um acordo, mas mesmo que tal suceda a implementação do mesmo será um processo longo, ou seja em linha com a cautela que tenho referido nas análises dos últimos meses, dado que na prática de concreto pouco ou nada se sabe do patamar de entendimento, bem como o cerne da disputa estará na questão da propriedade intelectual, obstáculo que se antevê de difícil resolução.
Outro dos pontos de incerteza do dia acabou por ser um não assunto, refiro-me ao segundo dia de testemunho do Presidente do FED no Congresso dos EUA, desta feita no comité da casa dos representantes, onde Powell pouco trouxe de novo para cima da mesa do conhecimento acerca da mentalidade dos membros do board, aludindo no entanto a questão do fim da redução do balanço do banco central, um tema importante para os investidores, anunciando que tal deverá ocorrer este ano e que o regresso aos níveis de activos pré-crise de 2008 não será possível, um indício dovish que ajudou os índices norte-americanos a recuperarem das perdas da primeira hora da sessão, permitindo mesmo ao Nasdaq o único ganho do dia, embora que residual.
No Forex, destaque para o terceiro dia de valorização na Libra inglesa, ontem mais 0,4% para os $1.3305, ainda a beneficiar das perspectivas de um adiar do Brexit, evitando assim uma saída sem acordo, com um relatório da União Europeia conhecido ontem referir a intenção do bloco numa extensão do prazo de pelo menos um a dois anos para mais negociações. Ao nível de dados económicos realce para a saída hoje do Índice de Preços ao Consumidor na Alemanha e o PIB dos EUA relativo ao último trimestre de 2018.


A análise ao sentimento de mercado é patrocinada por Activtrades

Deixe uma resposta