Sentimento de Mercado – Resultados dominam em Wall Street

Marco Silva

Marco Silva

, Actualidade
Depois da cautela ter dominado na sessão de sexta-feira, ontem os investidores deram um sinal de confiança ao mercado concentrando-se nas perspectivas de uma earning season excelente em detrimento do ruído e incertezas que rodeiam o sentimento em Wall Street. Recordo que as previsões para os lucros do primeiro trimestre de 2018 nas empresas do S&P500 são de um incremento na ordem dos 19% em relação ao ano anterior, contudo existe uma nuance, é que o inicio de 2017 foi um pouco abaixo da média devido ao mau tempo que se fez sentir na altura. Mas apesar disso e depois de 9 anos de Bull market é uma boa notícia os lucros estarem a crescer a dois dígitos. O facto do ataque efectuado pelos EUA e alguns aliados a algumas bases na Síria, não ter tido retaliação, continuação ou baixas civis, permitiu aliviar o receio de uma escalada de tensão entre os EUA e a Rússia. Todos os sectores do S&P500 registaram valorizações com as telecoms a liderarem as subidas com um ganho de 1,49%, ao passo que o sector financeiro e o imobiliário não foram além de avanços inferiores a 0,5%.
De realçar no entanto que na segunda-feira registou-se o volume mais baixo do ano nas bolsas norte-americanas, o que retira alguma da credibilidade ao movimento que ocorreu, sendo portanto essencial que a subida seja confirmada hoje com volume para que se possa validar uma orientação dos investidores mais focada nos resultados. No Forex o dia foi algo animado, com o U.S dólar a ceder -0.3% contra um cabaz de outras moedas principais no dia em que o presidente Trump acusou a China e a Rússia de desvalorizarem as suas moedas enquanto que os EUA sobem a sua taxa de juro. Destaque para a valorização de 0,7% da Libra inglesa para o máximo de quase 2 anos nos $1.433, enquanto que a moeda única ganhou 0,4%, terminando a sessão nos $1.2375. Nas commodities o WTI crude recuou -1.5% para os $66.39 por barril com a menor probabilidade de disrupção da produção do activo no Médio Oriente.

A análise ao sentimento de mercado é patrocinada por Activtrades

Deixe uma resposta