Sentimento de Mercado – Mau começo da earnings season

Marco Silva

Marco Silva

, Actualidade
Uma das melhores indicações a retirar duma earnings season é a forma como os resultados são encarados pelos investidores, se num Bull market até uma noticia má dá lugar a uma valorização do titulo da empresa, porque os investidores estão optimistas e se concentram num detalhe positivo que tenha sido anunciado, num Bear market é muito comum nem um anúncio de resultados perfeito levar a ganhos no dia, isto porque há sempre uma forma de analisar negativamente os dados, nomeadamente dizendo que o “melhor já passou” ou “dificilmente conseguem repetir o feito”. Depois existe o sentimento nas fases de consolidação, como a que Wall Street atravessa neste momento, onde as incertezas condicionam o desempenho dos sectores mas não implicam um afundar do mercado em geral. Foi o que aconteceu no primeiro dia a sério da earnings season relativa ao primeiro trimestre de 2018, com foco para o sector financeiro.
Wells Fargo, Citigroup e JPMorgan Chase, três dos principais grupos financeiros a nível mundial reportaram resultados, todos bateram as previsões nos lucros, contudo o primeiro avisou que o futuro poderá não ser tão risonho tendo em conta a estagnação no negócio de empréstimos de capital, algo que foi partilhado pelo CEO do segundo, Jamie Dimon. O resultado foi um sentimento agridoce que conseguiu levar um pouco a moral no inicio da sessão mas foi insuficiente para aguentar com os receios relativos às incertezas que pairam sobre o mercado, seja na frente política nos EUA ou no que diz respeito ao futuro do tightening do FED, após as minutas terem de novo colocado a possibilidade de um acelerar do mesmo. O sector financeiro do S&P500 liderou nas perdas com uma desvalorização de -1.55%, ao passou que as energéticas tiveram o melhor comportamento adicionando 1,05% ao seu valor, apesar do preço do WTI crude ter avançado apenas 0,3% para os $67.27 por barril.
No Forex o dia foi tranquilo, sem grandes oscilações finais entre as principais moedas e sem a procura por activos refúgio neste tipo de activos, com o Yen a ceder -0.1% para os 107.37. Já no Ouro a história foi outra com o metal precioso a valorizar 0.7% para os $1,344 por onça. Esta semana será forte no capítulo da earnings season, contudo não é de descurar o ruído no mercado relativo ao ataque na Síria por parte dos EUA e aliados.

A análise ao sentimento de mercado é patrocinada por Activtrades

Deixe uma resposta