Sentimento de Mercado – Rebound ontem, mas incerteza mantêm-se

Marco Silva

Marco Silva

, Actualidade
Tal como referi que seria provável as praças europeias abriram ontem em baixa num movimento de “catch up” em relação Wall Street, pelo motivo que estarem encerradas quando os indices norte-americanos encetaram uma descida acentuada. O Stoxx600 terminou com uma perda de -0,9% e com o sector tecnológico a ser o que mais cedeu terreno, tal como aconteceu com o Nasdaq na quarta-feira. Contudo ontem voltou a ocorrer o mesmo fenómeno das praças encerrarem antes do movimento ascendente de Wall Street, o que poderá dar algum impulso aos Bulls na abertura da Europa. Nos EUA todos os índices principais valorizaram embora de forma ligeira, com as telecoms e tecnologia a serem os sectores do S&P500 que mais ganharam valor, ao passo que as energéticas e utilities foram os únicos a ceder algum terreno. Destaque para a subida do sector financeiro após todos os principais bancos norte-americanos terem passado nos testes de stress, tendo a filial do Deutsche Bank nos EUA sido o único a não os passar devido a problemas com o controlo interno das operações do grupo financeiro.
No Forex o dia foi um pouco mais calmo que o anterior sendo de realçar mais uma queda no valor do Yuan chinês, desta feita apenas -0.1% para os 6.6337 por dólar, recuando para mínimos de finais do ano passado, facto que poderá vir a complicar o conflito comercial entre os EUA e a China. Apesar da força do greenback contra a moeda chinesa, a moeda norte-americana cedeu -0.3% contra um cabaz de outras moedas principais, permitindo ao Euro uma ligeira recuperação para os $1.163 e ao Yen uma subida de 0,2% para os 110.51. Para hoje é de ter em conta os dados sobre o “personal spending” nos EUA, enquanto que amanhã sairão os números do PMI relativo à manufactura e serviços na China.

A análise ao sentimento de mercado é patrocinada por Activtrades

Deixe uma resposta