Sentimento de Mercado – Rebound ou apenas algum alívio?

Marco Silva

Marco Silva

, Actualidade
Depois de um inicio de semana com correcções consideráveis, os Bulls ganharam ontem alento na perspectiva de que o ataque de Trump à Amazon não passará de retórica, que a guerra comercial não passará que umas escaramuças e que a earning season irá demonstrar um ambiente empresarial muito positivo e com lucros acima do previsto, estando estimado que as empresas do S&P500 vão apresentar uma subida de quase 20% nos lucros do primeiro trimestre. Para além disso os non-farm payrolls desta sexta-feira deverão demonstrar que o mercado de trabalho continua robusto e com a taxa de desemprego a diminuir após cinco meses de estabilização nos 4,1%. Por estes factores Wall Street teve ontem um dia de alívio depois do Director of the National Trade Council ter dito que o smart money iria entrar a comprar aproveitando o desconto resultante das quedas de segunda. No auxilio aos Bulls estiveram os preços do Crude, que valorizaram 0,9% para os $63.55 no WTI, dando o impulso necessário para que o sector energético tenha tido a maior valorização do dia com um ganho de 2,14% no S&P500.
O sector tecnológico esteve positivo embora não no top das performance dando ao Nasdaq o “pior” resultado no dia com um ganho de 1.04%, contra o avanço de 1,65% do Dow Jones, que beneficiou das valorizações acima da média da Nike e do sector da saúde. Com um dia bem positivo foi natural que tenha ocorrido a inversão da força na procura por activos refúgio com o Yen e o Ouro a cederem ontem terreno, -0.7% para os 106.63 face ao U.S dólar e -0.9% para os $1,335 por onça, respectivamente. De resto o dia foi relativamente calmo no Forex com o U.S dólar a valorizar ligeiramente contra um cabaz de outras moedas principais, forçando o Euro a recuar -0.3% para os $1.2262.

A análise ao sentimento de mercado é patrocinada por Activtrades

Deixe uma resposta