Sentimento de Mercado –Tecnológicas castigam Wall Street

Marco Silva

Marco Silva

, Actualidade
Depois da desilusão dos resultados do Facebook, que provocaram um rombo de quase 20% nos títulos da empresas de social media, na sexta-feira foi a vez do Twitter perder igualmente perto de 20% após divulgar que o numero de subscritores desceu em vez de subir como era esperado. Igualmente demolidor para o sector foi a desvalorização da Intel em cerca de -8.6% depois de uma das suas divisões ter ficado aquém das expectativas. No final da sessão o Nasdaq cedeu -1.46%, mais do que S&P500 e Dow Jones, num dia em que Wall Street terminou com os seus principais índices no vermelho, com destaque para a queda de -1.86% no Russell 2000. No S&P500 o sector tecnológico foi igualmente o que mais perdeu valor ao cair -1,99%, em forte contraste o ganho de 1.93% das telecoms.
O pessimismo generalizado foi imune à divulgação do desempenho da economia norte-americana no segundo trimestre, com um crescimento de 4,1% o valor atingiu as expectativas, embora alguns analistas apontassem para um número superior. Talvez por isso e porque este comportamento já era previsto o seu impacto tanto no mercado accionista como no Forex foi marginal, com o U.S dólar a ceder -0.2%, o que permitiu ganhos ligeiros para o Euro e Yen, num dia de pouco movimento neste segmento de mercado. Tranquilidade que esta semana poderá ser invertida dada a quantidade de notícias que mexem com o valor cambial de várias moedas, como por exemplo reuniões dos bancos centrais dos EUA, Japão e Reino Unido, assim como os non-farm payrolls dos EUA e dados sobre o PIB da zona Euro. Na vertentes dos earnings será uma semana importante, com alguns pesos pesados como a Apple a divulgarem resultados, para se aferir a consistência do bom estado das empresas, visto que cerca de 50% das empresas do S&P500 já reportaram os seus números e cerca de 80% bateram as previsões de lucros.

A análise ao sentimento de mercado é patrocinada por Activtrades

Deixe uma resposta