Sentimento de Mercado – Tecnológicas e BCE dominam atenções

Marco Silva

Marco Silva

, Actualidade
Depois de na quarta-feira o FED ter dominado as atenções, ontem foi a vez do BCE condicionar uma boa parte do mercado, principalmente nas praças europeias que terminaram com o Stoxx600 a valorizar 1,4% beneficiando dos 1,68% de ganho do índice alemão DAX30. Tal como era previsto os investidores concentraram-se nas declarações de Mario Draghi sobre o futuro do programa de estímulos, nomeadamente sobre as compras mensais de obrigações, que numa visão dovish deverão continuar por mais três meses do que o anteriormente estipulado, ou seja pelo menos até ao final do ano, sendo que no último trimestre o montante das compras será reduzido para metade, ou 15 biliões de euro por mês.
Ainda mais importante foi a referência de Draghi sobre manter a taxa de juro inalterada pelo menos até ao próximo verão, dando desde logo uma larga margem de “segurança” para os investidores se prepararem para o passo seguinte na normalização da política monetária na Europa. Como era de esperar o Euro afundou acentuadamente, -1.7% para os $1.1586, naquela que foi a pior queda dos últimos dois anos. Por outro lado o U.S dólar beneficiou dessa fraqueza e também incorporou a decisão do FED do dia anterior, no final do dia a moeda norte-americana valorizou 1% contra um cabaz de outras moedas principais.
Em Wall Street destaque para os ganhos do sector tecnológico, que levou o Nasdaq para um máximo histórico, e das utilities, no primeiro caso porque é o sector que menos é influenciado por juros mais elevados, por ser de crescimento em vez de valor, enquanto que as utilities efectuaram um rebound das fortes quedas do dia anterior.

A análise ao sentimento de mercado é patrocinada por Activtrades

Deixe uma resposta