Sentimento de Mercado – Tecnológicas puxam por Wall Street

Marco Silva

Marco Silva

, Actualidade
Se as subidas de segunda-feira em Wall Street podem ter sido relativizadas devido ao fraco volume negociado, a sessão de ontem não retirou essa componente devido a ter sido de novo com volume bem abaixo da média, mas o sentimento bullish reforçou-se, isto porque os investidores estão agora claramente concentrados na qualidade da earnings season, que se afigura a melhor dos últimos 7 anos, ignorando por completo as incertezas e o ruído que provocaram o ziguezague da semana passada. Excelentes resultados da Netflix foram o catalisador para que o sector tecnológico tenha tomado as rédeas dos ganhos com o Nasdaq a valorizar 1,77%, bem acima dos 1,07% de avanço do S&P500, índice onde as tecnológicas dominaram com uma subida de 2,01%, ao passo que o sector financeiro esteve do lado inverso ao ser o único sector com perdas, embora muito marginais de -0.07%. A Amazon foi a principal impulsionadora da optimismo do mercado ao amealhar 4,32%, em boa parte devido à indícios de que o Supremo Tribunal dos EUA está divido quanto a forçar as empresas de retalho online a cobrar impostos sobre as vendas.
No Forex destaque para a queda de -0.4% no valor da Libra inglesa para os $1.4285, não obstante os dados económicos relativo aos salários ter indicado um crescimento ao melhor ritmo dos últimos 3 anos nos 2,8%, contudo a componente de salários mais bónus ficou-se igualmente por uma melhoria de 2,8%, o que ficou aquém das expectativas. O Euro sofreu negativamente com a queda da confiança dos investidores na Alemanha, com as expectativas para o país a caírem -8.2% (ZEW índice), contra as previsões de um recuo de apenas -1%. A moeda única cedeu -0.1% para os $1.2371.

A análise ao sentimento de mercado é patrocinada por Activtrades

Deixe uma resposta