Sentimento de Mercado – Cautela afugenta ganhos em Wall Street

Marco Silva

Marco Silva

, Actualidade
Não era expectável que a sessão de terça-feira tivesse um movimento significativo, entre as nuvens de uma guerra comercial entre os EUA e outras economias de topo, e o feriado do 4 de Julho, o sentimento não estava propício a grandes decisões. Na prática o que se verificou foi uma inversão do trajecto efectuado pelos indices na segunda-feira, não apenas no sentido do movimento dos índices mas inclusive no dos sectores, com uma descida continua perto da hora do almoço ao passo que alguns big players da tecnologia que tinham puxado pelo mercado no dia anterior, Facebook, Apple e Microsoft, puxaram o sentimento para a cautela, no caso da empresa de social media devido ao aprofundar da investigação, para outras agências governamentais, relativa à venda de informação de utilizadores à Cambridge Analytica.
Logo a seguir às tecnológicas nas maiores quedas estiveram as energéticas, em linha com a ligeira desvalorização do preço do crude para os $73.79 por barril no WTI. A procura por activos refúgio foi evidente com os sectores das telecoms, utilities e imobiliário a terem a maior procura dos investidores, enquanto que o Ouro subiu 0,9% para os $1,253 por onça e o Yen também ganhou terreno face à moeda norte-americana para os 110.57. Tal como no mercado accionista no Forex o U.S dólar inverteu o movimento do dia anterior e recuou -0.6% o que permitiu ao Euro e Libra inglesa recuperações muito ligeiras.
Para hoje não é de esperar grandes movimentações, essas deverão ficar para o final da semana com os non-farm payrolls e a entrada em vigor de tarifas alfandegárias relativas a $36 biliões de produtos importados da China pelos EUA, que deverá levar a uma retaliação de Pequim.

A análise ao sentimento de mercado é patrocinada por Activtrades

Deixe uma resposta