Sentimento de Mercado – Tecnológicas puxam por máximos

Marco Silva

Marco Silva

, Actualidade

Perto de terminar o período de férias de boa parte dos investidores, Wall Street continuou ontem a ser dominada pelo optimismo que empurrou o S&P500 e o Nasdaq para novos máximos históricos, entre as boas noticias na vertente económica, expectativas quanto a um bom porto nas negociações sobre o Nafta com o Canadá e um upgrade a dois pesos pesados da tecnologia, deram o mote para uma sessão que começou sem grande chama, mas que depressa ganhou fôlego sem nunca o perder, com os Bulls a ganharem impulso no Nasdaq à medida que o tempo passava, terminando o índice tecnológico com uma valorização de 0,99%. Uma redução nas importações e um investimento acima do esperado em software por parte das empresas ajudaram a que a maior economia do mundo tenha registado um crescimento de 4,2% no segundo trimestre deste ano, atingido o melhor ritmo dos últimos 4 anos, notícia que no entanto foi insuficiente para impedir a desvalorização do U.S dólar em -0.2% contra um cabaz de outras moedas principais.

Isto porque ontem o dia foi de aversão aos activos refúgio, sendo a moeda norte-americano um dos preferidos nos últimos meses foi com naturalidade que ontem tenha sido alvo de pressão vendedora adicional, tal como o Yen que recuou -0.5% para os 111.694. A notícia que a ministra dos negócios estrangeiros do Canadá começou a trabalhar na reformulação do antigo acordo Nafta e as declarações do Primeiro Ministro canadiano de que era possível obter uma concertação até ao final da semana, reforçaram o optimismo que se instalou com o acordo estabelecido entre os EUA e o México, contudo o maior catalisador para a sessão de ganhos foi o upgrade ao preço alvo dos títulos da Amazon e da Google por parte da Morgan Stanley, dando à gigante do retalho online uma capitalização potencial de $1,2 triliões enquanto a detentora do maior motor de busca do mundo pode atingir o $1 trilião de valor, muito por culpa do potencial da divisão de automóveis autónomos da empresa.

No Forex destaque para a subida de 1,2% da libra inglesa para os $1.3027 após o negociador da U.E para o Brexit, Michel Barnier, ter afirmado que o bloco de países europeus está preparado para oferecer uma parceria ao Reino Unido como não tem com qualquer outro país terceiro.

A análise ao sentimento de mercado é patrocinada por Activtrades

Deixe uma resposta