Sonae SGPS – Análise Semanal

Tiago Esteves
A sondagem desta semana foi vencida pela Sonae SGPS. Na última sondagem que a Sonae venceu, em Agosto deste ano, encontrava-se em breakout da zona de suporte e eu encontrava-me tranquilamente a aguardar uma retracção para entrar longo. A retracção acabou mesmo por acontecer (apesar de não ter sido tão forte como eu desejava), gerando-se um movimento de repulsa ascendente no contacto com o suporte. Este movimento de alta acabou por ser responsável por uma subida de 39% num curto período de tempo.

Naturalmente essa subida não poderia continuar de forma eterna sem acontecer uma retracção e estamos actualmente a viver precisamente um momento correctivo. Será esta correcção o princípio do fim ou uma oscilação natural do mercado? Tudo aponta para que seja mais um movimento natural do mercado, um período de tomada de mais-valias. Claro que um dia este movimento vai terminar, claro que um dia o que parecerá inicialmente uma correcção será de facto o fim deste bull market, mas se formos tentar antecipar todos esses movimentos vendendo na primeira oscilação contra a nossa posição estaremos a limitar terrivelmente os lucros e a arriscar prejuízos no longo prazo. Porque nem todos os nossos trades arrancam no sentido que esperamos, e geralmente quem limita os ganhos com medo da retracção não tem um sentimento simétrico no que diz respeito às perdas, deixando o movimento contrário prolongar-se na esperança de uma inversão. Se quisermos ter lucro no longo prazo temos de nos entregar à estatística e às probabilidades. E a probabilidade de esta retracção representar o fim definitivo da subida da sonae é significativamente inferior à probabilidade de estarmos a viver apenas um movimento correctivo mais acentuado.

Repare-se, para fins extrapolativos, no momento de correcção iniciado em Dezembro do ano passado… depois de uma subida de 100% em 6 meses as cotações começaram a fraquejar e iniciaram uma lateralização que durou outros 6 meses. A partir do ponto mais alto desta lateralização assistimos a uma desvalorização de 20% no espaço de um mês, movimento que deixou muitos investidores convictos de que a subida tinha terminado ali! Essa retracção, sabe-se agora, foi apenas um movimento de tomada de fôlego necessário para a Sonae se lançar em nova escalada de 75%. Claro que é muito mais fácil fazer prognósticos depois do jogo, é verdade… Eu, como todos, também tive dúvidas que o movimento continuasse ao ver a LT quebrar. E vendi, como venderia de novo, ao vê-lo acontecer. Mas a análise técnica é dinâmica, muda a cada segundo de negociação, e a nossa opinião deve ser igualmente flexível para nos permitir mudar conjuntamente. O breakout da resistência com forte volume teria imediatamente de levar a uma reconsideração técnica do movimento!

Actualmente estamos a atravessar uma situação semelhante. A LT marcada a vermelho (e está a vermelho precisamente por ter uma amplitude insustentável) quebrou e a cotação afundou imediatamente. Nas últimas 10 sessões de negociação só por uma vez tivemos uma vela verde, o que diz bem do ânimo dos sonaístas. Ainda assim, a correcção vai apenas em 9%, o que até nem é muito. Temos nos 0,94€ um suporte, que pode ajudar a limitar a queda e servir de impulsionador para novo movimento de alta, e pessoalmente considero-o o meu ponto de entrada. Se o suporte quebrar, e admito que possa acontecer já que nem é muito forte, a percentagem de descida começará a sair dos moldes do cenário correctivo e poderemos eventualmente colocar outros em cima da mesa. Para já é tecnicamente precoce pensarmos em qualquer possibilidade além do cenário de correcção!

Os mais prudentes poderão aguardar por um eventual breakout do máximo, entrando na expectativa de mais um arranque em força. Para todos os que afirmam actualmente que já subiu demais e que uma entrada poderá ser perigosa, não entremos por aí… Uma entrada em acções é sempre perigosa, nem que seja na REN, e quem entrega dinheiro aos mercados deve ter esse pensamento presente. Se entre 2003 e 2007 a Sonae cresceu 870%, porque hão-de os 210% que leva até ao momento limitar psicologicamente de alguma forma o potencial de subida que lhe é atribuível?

One Comments

  • Abreu 15 / 01 / 2014 Reply

    Caro Tiago,

    Seria possível fazer um update à análise da Sonae SGPS?

    Obrigado.

Deixe uma resposta