Sonae (soma e) segue a bom ritmo

Tiago Esteves
O retalho venceu novamente a sondagem semanal, justificando-se essa vitória por larga maioria pelo importante momento que tanto Jerónimo Martins como Sonae atravessam. Comecemos pelas boas notícias, analisando portanto a Sonae em primeiro lugar. Depois da activação do padrão de inversão em meados de Novembro, o ciclo de médio prazo alterou-se radicalmente e tem hoje uma tendência claramente ascendente. A projecção foi inclusive já atingida esta semana, permitindo a quem assim o deseje um encaixe de +20%. Eu fui dos que comprei o breakout, mas ainda não encerrei a posição. Pondero fazer scaling out de parte da mesma no atingir da projecção, e recomprar esse pedaço em falta caso se dê nova retracção. Contudo, a falta de sinais de fraqueza no curto prazo levam-me a ponderar manter a posição na totalidade e proceder à liquidação somente quando surjam sinais de fragilidade no gráfico horário.

Para já, esses sinais não são visíveis. A primeira linha de suporte, que estava anteriormente nos 82,4 cêntimos, passa agora para os 86,2. Será esta a fronteira de fragilidade de curto prazo. Não quero com isto dizer, de todo, que o compromisso deste ponto significaria uma inversão de tendência! Significaria, sim, a possibilidade de uma correcção de curto prazo até à zona dos 78-80 cêntimos que poderia inclusive vir a representar uma oportunidade de médio prazo. Para já, vou manter-me na expectativa e deixar o gráfico evoluir. Enquanto evoluir no sentido ascendente, pouco há a temer. Se evoluir no sentido contrário, logo agimos em conformidade.

Deixe uma resposta