Teixeira Duarte vai de mal a pior

Tiago Esteves
Na última análise à Teixeira Duarte, comentei a possibilidade de podermos ter uma reacção em alta caso houvesse a formação e posterior activação de um fundo arredondado. Infelizmente, nem a formação nem a activação acabaram por concretizar-se. O título voltou a afundar mais uns cêntimos, e agora a minha referência está ainda mais recuada. Nos 23,5 cêntimos, para ser mais exacto. Enquanto se mantiver abaixo desse valor, tudo aponta para que o título continue a recuar.
 E, com elevado grau de probabilidade, podemos mesmo ter em breve novos mínimos. O título está no suporte, e até nem descarto uma pequena reacção em alta nesta zona. Mas, realisticamente falando, não é expectável que essa reacção seja suficientemente forte para atingir a resistência. Se o fizer, fantástico. Mas não colocaria o meu dinheiro nisso.
O gráfico horário neste caso não nos ajuda muito. A liquidez é tão baixa que dificulta de sobremaneira a sua leitura. Guiemo-nos, portanto, pelo diário. E este diz-nos que, para já, a menos que queiramos shortar, o mais prudente é manter a distância a este título.

Deixe uma resposta