Uma análise ao gás natural

Tiago Esteves
O Gás Natural é uma das commodities que tenho vindo a seguir com interesse, especialmente por achar que tem sido excessivamente penalizada ao longo dos últimos anos. Num espaço de 4 anos esta commodity perdeu 88% do seu valor, o que é deveras exagerado. Tinha-a debaixo de olho sobretudo porque me parecia estar a formar um padrão de inversão de tendência de longo prazo que poderia revitalizar as cotações. Infelizmente esqueci-me de deixar um alerta no Prorealtime e o arranque deu-se sem que eu me apercebesse disso. Arranque fulgoroso! 73% de subida num mês…

Este arranque deu-se com um aumento enome no volume, o que é um excelente sinal confirmatório para o duplo fundo que o gráfico semanal mostra de forma mais ou menos clara. Contudo, esta semana não tem sido famosa e leva já uma queda acumulada a rondar os 15%. Nada de especial, na minha opinião, dada a amplitude da subida recente. Mantenho o olho no gás natural e pondero agora abrir uma posição longa. Hoje? Não, certamente… É muito cedo e o risco potencial nesta fase é significativo. Parece estar a querer fazer um pullback e faltam ainda 15% para o verdadeiro suporte, o que ditou o arranque e ditará com elevado grau de probabilidade uma reacção em alta caso seja atingido.

Se voltar a escapar-se é uma pena, mas não irei atrás dela. Caso venha ao suporte, serei em breve o proprietário de uma fracção de contrato de gás natural 🙂

One Comments

  • Hugo O'Neill 28 / 02 / 2014 Reply

    Excelente análise como sempre. Julgo que com o conflito na Ucrânia e com a vaga de frio a atingir os EUA o gás natural deve subir em flecha.

Deixe uma resposta