Vinci – Uma referência em termos de crescendo no sector da construção

Tiago Esteves
Para terminar a ronda de análises ao sector da construção, falta-nos ver como anda a Vinci. Ao contrário do que se passa com as nossas construtoras nacionais, a Vinci continua de vento em popa e entra agora na zona de máximos. Apesar do bom momento, a empresa ainda hesitou, ao quebrar temporariamente a linha de tendência ascendente que suportava a sua progressão desde meados do ano passado. O suporte conferido pela marca dos 56,2 foi de uma força irrepreensível, e o título acabou mesmo por gerar uma consolidação que a projectou até à actual zona. Esta zona, sendo de fortíssimo valor psicológico (foi aqui que se deu a inversão violenta em 2007), poderá dar algum trabalho a quebrar. Não há para já, no entanto, sinais de que tal não possa vir já a acontecer em breve. E havendo uma progressão no sentido ascendente, a haver um posicionamento deverá ser sempre a favor da tendência.

No gráfico horário, pouco a acrescentar. A quebra dos 59,11, que representavam um importante lower high, galvanizaram o título e o actual movimento baseia-se nesse momento. É, contudo, indubitável que a chave para o actual momento da Vinci reside no gráfico diário. Com a forte resistência à porta, só uma quebra em alta me levaria a testar uma entrada.

Deixe uma resposta