Vista Alegre atribui 0,17 euros por título após reagrupamento de ações

Agência Lusa

Agência Lusa

, Notícias

A Vista Alegre informou hoje que vai atribuir 0,17 euros por título aos acionistas que, após reagrupamento de ações sem perda de capital, não tenham direito a um número inteiro de ações, foi hoje comunicado ao mercado.

“O Conselho de Administração da Vista Alegre vem informar que a contrapartida em dinheiro a entregar […] aos acionistas que, após o reagrupamento, não tenham direito a um número inteiro de ações […] corresponde a 0,17 euros por ação da Vista Alegre anterior ao reagrupamento”, lê-se no comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

Em 31 de julho, a Vista Alegre anunciou que os acionistas vão reunir-se em assembleia-geral no dia 29 de agosto, em Aveiro, para votar o reagrupamento de ações.

De acordo com o comunicado enviado à CMVM, na altura, a Vista Alegre quer votar o reagrupamento das ações do capital social utilizando o coeficiente 1:10, ou seja, uma nova ação por cada dez já existentes.

Em causa está a proposta da doação por parte da acionista Visabeira Indústria – outro ponto da ordem de trabalhos – de três ações representativas do capital social da Vista Alegre, para efeitos de acerto do número de ações da sociedade.

Segundo a empresa de porcelanas nacionais, em caso de aprovação e implementação da proposta, a efetivar-se, no máximo, dez dias após a votação, o capital social passará a estar representado por 1.524.091.160 ações com o valor nominal de 0,08 euros.

“O elevado número de ações representativas do capital social da Vista Alegre, provoca, em termos de liquidez, que qualquer pequena alteração na cotação signifique, em termos percentuais, variações significativas”, lê-se na informação remetida ao mercado.

A Vista Alegre referiu, ainda, à data, que o reagrupamento das ações poderá contribuir “positivamente” para resolver o problema, não afetando o valor patrimonial detido pelos acionistas, uma vez que “não alterará a capitalização bolsista” da empresa.

A assembleia-geral vai decorrer pelas 15:00 em Ílhavo, distrito de Aveiro.

PE // CSJ

Lusa/fim

Deixe uma resposta