Volume de negócios da Vitacress Portugal sobe 8% em 2018 e atinge 31,5 ME

Agência Lusa

Agência Lusa

, Notícias

A Vitacress atingiu em 2018 um volume de negócios de 31,5 milhões de euros, mais 8% do que no ano anterior, com um impulso nas vendas no mercado ibérico, foi hoje anunciado.

“Alcançámos, em Portugal, uma faturação de 31,5 milhões de euros, 8% acima do valor do ano anterior”, disse, em resposta à Lusa, o diretor-geral da Vitacress, Luís Mesquita Dias, ressalvando que o lucro da empresa “está ainda em fase de apuramento”.

Apesar de não adiantar mais valores, o responsável da Vitacress referiu que, no período de referência, registou-se um crescimento de 17% no mercado ibérico e “uma redução para o Reino Unido, fruto da necessidade de maximização do nível de serviços em Portugal”.

Segundo Luís Mesquita Dias, isto prende-se com “as limitações sentidas na capacidade produtiva, que serão superadas já em 2019 com a inclusão de uma nova propriedade em Odeceixe”.

Para o decorrer de 2019, a empresa de produtos agrícolas prontos a consumir prevê investir entre 10% a 15% da sua faturação, entre a fábrica e o campo, “sendo que a expectativa de crescimento da faturação se situa na ordem dos dois dígitos”.

A Vitacress é uma das 37 entidades nacionais presentes na Fruit Logistica, que decorre, em Berlim, até sexta-feira.

Pela nona vez consecutiva, a Portugal Fresh leva um conjunto de empresas portuguesas ao evento que decorre na capital alemã, sendo esperadas 78 mil pessoas de 130 países.

De acordo com os dados do Instituto Nacional de Estatística (INE), as exportações de frutas, legumes e flores portuguesas atingiram, entre janeiro e novembro de 2018, 1.372 milhões de euros, o equivalente a uma subida homóloga de 1%.

Por sua vez, entre janeiro e novembro, as vendas para a Alemanha avançaram 1,3%, face ao mesmo período de 2017, fixando-se em 89,4 milhões de euros.

Com a presença no certame, Portugal pretende estreitar os laços com o mercado alemão, com os parceiros regulares e com os compradores de países como a China, a Índia e a Indonésia.

Espanha, França, Reino Unido, Holanda e Alemanha constituem o ‘top5’ dos maiores mercados exportadores nacionais, representando, em conjunto, 67% do total das exportações do setor.

Entre os 37 participantes nacionais, encontram-se 22 empresas, como a Campotec, a Vale da Rosa e a Kiwicoop.

Além destas, vão marcar presença no ‘stand’ português nove parceiros, como o Portuguese Agrofood Cluster, bem como seis associações, onde se incluem a Refcast (castanha) e a Federação Nacional das Organizações de Produtores de Frutas e Hortícolas.

A Portugal Fresh conta, atualmente, com 85 associadas que representam 25% do valor do setor das frutas, legumes e flores.

PE // MIM

Lusa/Fim

Deixe uma resposta